Terça-feira, 22 de Setembro de 2020
Sim e Não

Josué muda o tom ao falar do PL do Gás


show_show_share_medium_4966F8A0-6C8E-453C-AFA3-28C178E95EF2_A23EF06D-FEDB-487C-B276-CD576358990E.jpg
06/08/2020 às 08:17

Sem as expressões  debochadas que vinha utilizando ao defender o projeto da nova lei do gás,  o presidente da Assembleia Legislativa, Josué Neto, voltou a tocar no assunto ontem. De casa, onde se recupera de um acidente que sofreu de jet ski, o deputado mudou o tom ao cobrar  do Governo o projeto de abertura do mercado do gás.  Serafim Corrêa, que já havia criticado a forma irônica como Josué abordava o tema, até o elogiou: “muito equilibrado, muito sereno”.  

Segurou a onda No mês passado, A CRÍTICA denunciou que a empresa de publicidade ligada a Josué faturou mais de R$ 1 milhão da Eneva, principal interessada na abertura do gás no Estado. Nos bastidores, dizem que ele resolveu baixar o tom após uma série de denúncias de que há  interesses pessoais  em jogo.

Bebê Darc O motivo pelo qual a líder do governo,  Joana Darc (PL),  se manteve quieta nas últimas sessões plenárias - principalmente quando Josué descascava o governador Wilson Lima e dizia que os deputados da base aliada vivem no “mundo de Nárnia” -   foi revelado ontem. A parlamentar está esperando seu primeiro bebê e quer se resguardar neste momento de sua vida pessoal.   

Spoiler  Quem anunciou,  antes mesmo da deputada  fazer a declaração oficial, foi  Alessandra Campêlo (MDB). Ela falava na tribuna sobre uma indicação ao Governo para retomada do programa de distribuição de kits de enxoval para mães carentes, quando convidou Joana para comentar o requerimento. 

Spoiler  2   “Ouço agora a deputada Joana Darc, que agora vai falar sobre as grávidas... Pra população que não sabe, a deputada está grávida também, agora (vai falar) com conhecimento de causa”. Aparentemente constrangida, Joana deu sua contribuição. Ela já tinha um discurso preparado para fazer o anúncio público, e o fez depois,  em seu tempo de fala na tribuna.    

Puxão de orelha   O deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) criticou o apresentador Luciano Huck, que durante live na última segunda-feira disse que o Polo Industrial de Manaus (PIM) deveria produzir tecidos e cosméticos com insumos da floresta e não motocicletas ou eletrodomésticos. 

“Dá zero pra ele”   “O meu repúdio ao apresentador Luciano Huck que vem, de graça, agredir a Zona Franca de Manaus. Ele não entende absolutamente nada de Zona Franca de Manaus. Ele não entende nada de geopolítica e agora ele vem querer dar aula para a gente sobre meio ambiente e sobre Zona Franca?”, questionou  Serafim Corrêa.

Huck em...    O deputado federal Marcelo Ramos (PL) também questionou Luciano Huck, no WhatsApp, pelo seu pronunciamento. Em um vídeo publicado pelo  parlamentar no Instagram, o apresentador  se justificar e questiona como a ZFM se manterá até 2073. 

... de frente com Ramos   Huck faz pelo menos quatro perguntas a Ramos. Em resposta, no mesmo vídeo editado,  o deputado disse que concorda que o modelo precisa ser ampliado para o que chamamos de “bioeconomia da Amazônia” e propôs um debate sobre o assunto,  convidando Huck para conhecer o PIM e a importância do modelo para a Amazônia: “Estamos juntos pelo Amazonas e pelo Brasil, Luciano, grande abraço”.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.