Segunda-feira, 17 de Fevereiro de 2020
MODERNIZAÇÃO

Wilson Lima anuncia investimento de 17 milhões no setor primário do AM

O governador do Amazonas também rebatou a decisão do presidente Jair Bolsonaro em reduzir a alíquota do IPI do setor de concentrados do PIM



WhatsApp_Image_2020-01-17_at_12.23.23_26B6EC2F-B99A-4DB1-9C1C-1C92AC9056C3.jpeg Foto: Divulgação
17/01/2020 às 13:05

O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), afirmou que a proposta do Governo Federal, de diminuir, gradativamente, a alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) do setor de concentrados do Polo Industrial de Manaus (PIM) vai trazer prejuízos à economia do Estado.

A declaração foi dada nesta sexta-feira (17) durante o anúncio de, aproximadamente, R$ 17 milhões de investimentos em diversas áreas do setor primário do Amazonas, na sede da Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), localizada na Zona Sul de Manaus.



Wilson Lima afirmou que se uniu à bancada do Amazonas no Congresso Nacional para  solicitar ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que a alíquota do IPI para empresa de refrigerantes seja fixada em 8%. O governador ressaltou a importância dos incentivos na produção dos concentrados, referindo-se ao cultivo de guaraná e cana-de-açúcar no interior do Estado.

“O que nós estamos fazendo é um apelo ao governo federal para que reveja essa decisão do IPI dos concentrados. Se houver a diminuição do incentivo, as empresas que estão no Amazonas, vão sair daqui. O polo de concentrados, gera cerca de 7.300 empregos diretos e indiretos, que corremos o risco de perder.

O governador também anunciou contrato com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), e o lançamento de edital para seleção de projetos do setor primário e, ainda, irá participar da Reunião Especial Conjunta de abertura dos trabalhos 2020 dos três Conselhos Estaduais do Setor Primário: Cedrs, Conepa e Ceapo.

Entregas

Na ocasião da coletiva, foram distribuídas 46 toneladas de ração para 42 piscicultores, no valor de R$ 405.621,25. Também serão assinados termos de doação de 35 kits de casas de farinha no valor de R$ 266.408,00, beneficiando 12 associações. Outros 85 kits serão entregues ao longo de 2020.

Além disso, o governador entregou quatro caminhões frigoríficos totalizando R$ 904.000,00. Destes, três são destinados ao projeto Peixe no Prato, que realizou 5 edições em 2019, comercializando 12 toneladas de peixes; e um para o Projeto de Prevenção ao Desperdício de Alimentos, que arrecadou 55 toneladas de alimentos, beneficiando 67 mil pessoas em situação de insegurança alimentar e vulnerabilidade social.

Foram assinados, ainda, Termos de Cessão de Uso de 24 freezers, sendo 12 para prefeitura de Benjamin Constant e 12 para prefeitura de Tabatinga, no valor de R$ 44.304,00. O diretor-presidente da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf), Alexandre Araújo, afirmou que os investimentos do  Governo são um incentivo à busca de novas alternativas de produção no Amazonas, além da ZFM.

O diretor-presidente afirmou que  vai dar continuidade às ações para a suspensão da vacina contra febre aftosa em 13 municípios, como parte do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (Pnefa), realiza a entrega simbólica, com Termo de Recebimento, de uma balsa, dois containers e uma pick-up leve.

“Buscamos trabalhar em novas matrizes econômicas no Amazonas. Nós, do setor primário, vamos continuar melhorando na questão de infraestrutura do setor e da assistência técnica e fiscalização agropecuária, para que os nossos produtores tenham acesso ao crédito rural para que esse setor alavanque e contribua efetivamente na arrecadação do Estado”, disse Alexandre.

A balsa vai funcionar como Barreira de Vigilância Agropecuária (BVA), no município de Novo Aripuanã, enquanto os dois containers serão implantados como barreiras nas comunidades do Igapó Açú, no Careiro Castanho, e Sucundurí, em Apuí, visando o controle de trânsito de animais da área livre de febre aftosa sem vacinação. Já a pick-up vai para a Unidade Local de Sanidade Animal e Vegetal (Ulsav) da Adaf, em Parintins.

A balsa foi adquirida por meio do recurso da fonte do Tesouro Estadual, no valor de R$ 485.000,00 e os dois containers (módulo habitacional), no valor de R$ 280.400,00 e a pick-up R$ 66.800,00 pelo convênio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Modernização

Ainda para a modernização tecnológica dos serviços de defesa e inspeção agropecuária nos 48 escritórios da Adaf no interior, serão entregues equipamentos tecnológicos para as Unidades Locais de Sanidade Animal e Vegetal (Ulsavs), incluindo 80 computadores, 13 notebooks, 40 impressoras e 110 nobreaks. Os equipamentos foram adquiridos através da fonte do Tesouro Estadual no valor de R$ 320.000,00.

Sobre o plano estratégico

Apuí, Boca do Acre, Canutama, Eirunepé, Envira, Guajará, Humaitá, Ipixuna, Itamarati, Lábrea, Manicoré, Novo Aripuanã, Pauini e parte de Tapauá serão os municípios contemplados com a suspensão da vacina, a partir de 2020.

O plano estratégico do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa) prevê retirada da vacina contra febre aftosa no país até 2023 e tem como principal objetivo criar e manter condições sustentáveis para garantir o status de país livre da febre aftosa e ampliar as zonas livres de febre aftosa sem vacinação.

ADS

Foram entregues dez aeradores para o produtor Ciro Barreto, do município de Rio Preto da Eva. O piscicultor realizou a aquisição dos produtos por meio do edital de doação onerosa que está disponível no site da Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS), www.ads.am.gov.br, para a compra de aeradores e embalagens para alimentos a preços subsidiados em até 80%.

Com um investimento de aproximadamente R$ 2 milhões, estão disponíveis, no total, 1.000 unidades, com cota máxima de até 10 unidades por piscicultor. A utilização dos aeradores na piscicultura aumenta em até três vezes a produtividade dos peixes de criação.

Idam

O governador Wilson Lima também anunciou o contrato firmado entre o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam) e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O Idam receberá do Governo do Amazonas o repasse oriundo de parceria firmada com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) no valor de R$ 2,04 milhões.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.