Quinta-feira, 04 de Março de 2021
DESESPERO

Manaus chega ao pior momento da pandemia: oxigênio começa a acabar em unidades de saúde

Familiares correm para comprar cilindros por conta própria enquanto estoque de oxigênio de hospitais da rede pública acaba em Manaus



8e47fd52-76a6-454f-8984-3dffacbed213_A52784D9-08DF-4D55-986B-DA7A7A4C6314.jpg Desesperados, funcionários correm para conseguir cilindros de oxigênios para pacientes do HUGV. Foto: Junio Matos
14/01/2021 às 11:19

A crise no abastecimento de oxigênio dos hospitais da rede pública do Amazonas começa a se intensificar e familiares de pacientes correm para comprar, por conta própria, cilindros de oxigênio para seus parentes internados com a Covid-19. A equipe de A CRÍTICA flagrou, na manhã desta quinta-feira (14), a correria de familiares e funcionários do Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV), na Zona Sul de Manaus, enquanto o estoque da unidade hospitalar chegava ao fim.

Na entrada do hospital, a equipe de reportagem registrou a chegada de diversos cilindros de oxigênio durante toda a manhã, transportados por carros particulares e ambulâncias da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM). Uma funcionária da ambulância afirmou que os cilindros seriam levados à Unidade de Tratamento Intensivo do (UTI) do HUGV. Chorando, uma funcionária do hospital, que não quis se identificar, afirmou que o recurso havia se esgotado.




cilindros foram vistos chegando em carros particulares. Foto: Junio Matos

Por meio de nota, a assessoria do hospital confirmou estar ciente da falta de oxigênio da unidade hospitalar e disse estar buscando solução imediata para o grave problema.

“O Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV) informa que tem conhecimento sobre a falta de oxigênio que afeta, não apenas este hospital, mas toda a cidade de Manaus e continua apoiando as ações do Ministério da Saúde, órgão que coordena os esforços de combate à Covid-19 no Estado. Cabe destacar que o HUGV tem contrato vigente de fornecimento de oxigênio e, mesmo estando em contato com a fornecedora e até mesmo outras empresas há dias, o HUGV não recebeu o suficiente para atender a sua demanda. O HUGV reforça que não está medindo esforços para solucionar o problema no menor prazo possível”, informou a nota oficial.

Conforme publicado por A CRÍTICA, o consumo de oxigênio de uma única unidade hospitalar em Manaus já é considerado maior do que a média dos maiores hospitais do país.

Drama familiar

Em meio ao caos da falta de oxigênio, a aposentada Solange Batista, 61, afirmou que precisará comprar cilindros por conta própria. A irmã dela foi transferida do Hospital e Pronto-Socorro (HPS) 28 de Agosto ao Getúlio Vargas no domingo (10), e está em estado de saúde grave, de acordo com ela. “O pulmão dela está quase todo comprometido. Como pode faltar oxigênio em um hospital como esse?”, questionou Solange.

Familiares e conhecidos de Solange estão mobilizando uma corrente financeira para conseguir recursos suficientes para compra do oxigênio. Foto: Junio Matos.

Rosenilse Gabay, 47, contou que o esposo, de 53 anos, foi transferido de um Serviço de Pronto Atendimento (SPA) situada no Coroado, ao Getúlio Vargas, na quarta-feira (13). A situação do paciente havia melhorado no SPA, mas ele precisou ser transferido, devido à falta de aparelhagem específica na unidade hospitalar. “Eu estou confiante de que Deus vai tirar ele daí e ele vai voltar para casa”, disse.

O analista de sistemas Samuel  Fagundes de Oliveira, 34, afirmou que o irmão acabou internado por um descuido: participação em festas de final de ano. O familiar de Samuel está internado há seis dias no hospital Getúlio Vargas. “O exame que ele fez mostrou cinquenta por cento de comprometimento do pulmão. Ele conseguiu ser internado após muita dificuldade, por sorte”, afirmou.

O paciente está apresentando melhoras, segundo o familiar.

A reportagem tentou contato com a Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), por meio de sua assessoria de imprensa, para averiguar quantos e quais hospitais da rede pública estão com crise no abastecimento de oxigênio. Ainda aguardamos posicionamento do órgão.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.