Quarta-feira, 23 de Setembro de 2020
FAZENDO A DIFERENÇA

Jovem monta aulas de reforço para crianças do bairro Alfredo Nascimento

O projeto “Fazendo a Diferença” precisa de doações de cadernos do tipo brochura, caligrafias e tabuadas



REPRODU__O_2D6E04A8-BFCF-42FE-B4B8-826F3EC916DD.JPG Foto: Arquivo pessoal
17/01/2020 às 15:10

As crianças em período escolar moradoras do bairro Alfredo Nascimento, localizado na Zona Norte de Manaus, agora podem fazer aulas de reforço gratuitamente graças ao projeto social “Fazendo a Diferença”, idealizado pelo repositor de mercadorias Felipe Santana, 25 anos. Para o projeto, o jovem precisa de doações de cadernos do tipo brochura, caderno de caligrafia e tabuadas.

“A criminalidade anda em alta. Eu vi essas crianças nas ruas. E decidi montar um projeto para tirá-las das ruas. Foi quando idealizei o ‘Fazendo a Diferença’. É o primeiro ano e a procura por vagas está alta. A estimativa é de que 75 crianças dessa comunidade sejam alcançadas pelas aulas de reforço. No projeto terá aulas de português, matemática e história”, declarou Felipe.



Segundo o repositor, o foco principal são as crianças matriculadas no ensino fundamental. No entanto, o desejo é expandir o projeto para alunos do ensino médio. Além das doações, professores ou alunos de graduação que desejam atuar no projeto como professores também são bem-vindos.

“Quero tirar essas crianças das ruas e trazê-las para aprender de forma dinâmica. Vamos montar gincanas com entrega de brindes e realizar passeios com a comunidade. Tudo de maneira didática para tirar as crianças das ruas”, pontuou Felipe.

Desde a última quarta-feira (15) as matriculas estão abertas e seguem até a próxima segunda-feira (20), na Rua Dois, nº 45, a partir das 8h. Doações podem ser feitas no local, ou, entre em contato com o Felipe pelo telefone (92) 98105-6503.  As aulas de reforço serão ministradas na Igreja Ministério Pão da Vida, localizada no bairro, no sábado, domingo e feridos. Com turmas de 8h às 10h e de 10h ao meio-dia.

“No ato da matrícula perguntamos aos pais das crianças qual a dificuldade que o filho tem na escola. A partir disso montamos as aulas em cima da demanda daquela criança, para as aulas de reforço surtirem efeito. Depois do encerramento das matrículas, vamos reunir com os pais das crianças e assim dar início às atividades na comunidade”, explicou Felipe.

A dona de casa Natalina Rocha, 29 anos, matriculou os dois filhos, um de 11 e outro de 8 anos, nas aulas de reforço. As crianças estudam, respectivamente, no 5º ano e no 3º ano do ensino fundamental. Para ela, o “Fazendo a Diferença” vai ajudar bastante as crianças da comunidade. “Aqui temos muita dificuldade. As pessoas da comunidade agradecem muito pela atitude. É preciso tirar as crianças das ruas. Sei que meus filhos terão uma boa ajuda. Eu acho um projeto muito bom”, declarou a mulher.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.