Quarta-feira, 23 de Setembro de 2020
DESAPARECIDO

Diretor desaparece após deixar escola no bairro de Flores

Genivaldo Lacerda, 47, passou a ser procurado pela família nas primeiras horas da manhã de hoje, depois de ele não ter voltado para casa, como fazia de costume



WhatsApp_Image_2020-01-16_at_20.08.31_4CA38F49-CEB9-4BA5-89C3-FAF42A4A712C.jpeg Foto: Divulgação
16/01/2020 às 20:15

O mestrando em Ciências da Comunicação pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e professor Secretaria Municipal de Educação (Semed), Genivaldo Lacerda, 47, está desaparecido desde ontem, por volta das 17h, quando saiu da escola municipal Francisca Pereira de Araújo, no bairro de Flores, onde é gestor.

Genivaldo passou a ser procurado pela família nas primeiras horas da manhã de hoje, depois de ele não ter voltado para casa, como fazia de costume. De acordo com o irmão do professor, José Lacerda, Genivaldo não foi encontrado, assim como o seu carro Nissan, de placa PHX-5360.



 “O pior é que o celular dele está desligado, o que nos deixa ainda mais preocupados”, disse o irmão. Conforme José, a escola onde o irmão trabalha fica próximo da casa onde o professor mora com a família. Ele tem co o costume sair da escola, ir para casa e depois voltar para o turno da noite.

Ontem, ele saiu da escola, mas não chegou em casa. Inicialmente, a família acreditava que ele estivesse ido para a faculdade, mas lá ele não apareceu. O professor já foi procurado pela casa de parentes e amigos e até o momento ainda não foi encontrado.

O desaparecimento dele foi registrado pela família no 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), na avenida Coronel Teixeira, bairro Santo Agostinho. Quem souber do paradeiro dele ou tiver qualquer informação, poderá ligar para o celular 99318-9627.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.