Segunda-feira, 17 de Fevereiro de 2020
EDUCAÇÃO

Creche: a melhor alternativa para pais ocupados e apaixonados

Quem pensa que os bebês vão para creche só para brincar e receber cuidados básicos se engana. O espaço escolar costuma ser riquíssimo em experiências



WhatsApp_Image_2019-11-28_at_18.18.48_01F333BA-2D8E-4590-8EB4-CFB5A178ECC4.jpeg
24/01/2020 às 18:46

Nasce um filho, nasce a culpa. A frase, bastante usada por psicólogos, retrata bem o dilema da maternidade e da paternidade, principalmente em tempos tão difíceis. Quem já se aventurou nesse universo sabe o tamanho da responsabilidade e do amor envolvidos. Por isso, é tão comum vermos pais angustiados diante dos desafios da vida moderna. Como dar conta de ganhar dinheiro, se cuidar, cuidar dos relacionamentos e ainda criar bem os filhos? Muitos enxergam na escola uma forma de conciliar os diversos interesses.

“As creches surgiram na época da revolução industrial, quando a mulher começou a entrar no mercado de trabalho, exatamente para suprir a necessidade dos pais que trabalham ou que, por alguma razão, precisam de apoio na difícil tarefa de educar. As creches, por tanto, devem ser parceiras das famílias, oferecendo suporte nos diversos aspectos do desenvolvimento dos pequenos”, explica Annik Valentine, diretora da Creche-escola Bebê Bombom.



Quem pensa que os bebês vão para creche só para brincar e receber cuidados básicos se engana. O espaço escolar costuma ser riquíssimo em experiências. A Base Nacional Comum Curricular estabeleceu diretrizes importantíssimas para o desenvolvimento das crianças e, com base nelas, muitas creches foram além, desenvolveram projetos únicos, com o que há de mais atual em pedagogia.

“Na Bebê Bombom, nos preocupamos com o desenvolvimento integral das crianças. O currículo de um bebê, por exemplo, dependendo da idade e do tempo que ele passa na escola, pode incluir: música, teatro, educação ambiental, educação financeira, inglês, futbaby, natação, culinária, oficina de criatividade e até laboratório de inteligência de vida-  aulas para conhecer as emoções e aprender a lidar com elas. ”, esclarece Annik.

A proposta pedagógico da Bebê Bombom se destaca pela culminância de projetos. Toda semana a escola trabalha uma “palavra-geradora” que impulsiona as atividades dentro do planejado. “Procuramos sempre partir da realidade concreta, o que torna o aprendizado interessante e cheio de significados. Despertamos a curiosidade, a vontade de explorar, descobrir e aprender”, completa a diretora.   

A parte emocional é sempre uma dúvida para os pais. Muitos se perguntam como fica a afetividade das crianças que passam o dia na escola. Annik explica que a formação cognitiva está diretamente ligada à formação emocional. “A criança que é feliz é segura e mais saudável. Ou seja, a questão afetiva é muito importante!”, destaca a diretora que se orgulha da equipe que formou ao longo de mais de 30 anos de atuação. “A Bebê Bombom é lugar de gente feliz. Disso, não abrimos mão”.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.