Quarta-feira, 23 de Setembro de 2020
GOLPE DA NOTA FISCAL

Quadrilha suspeita de furtar celulares em shows na Arena é indiciada

Produtos furtados eram anunciados em sites de compra e venda pela internet; polícia investiga o envolvimento de ao menos 11 pessoas



WhatsApp_Image_2020-01-23_at_12.15.56_8D9604E5-A983-408D-83D2-9BAEF6D38F58.jpeg Delegado Raul Neto, titular do 12° Distrito Integrado de Polícia (DIP). Foto: Marcos Lima
23/01/2020 às 12:49

Cinco pessoas foram indiciadas e outras sete identificadas por receptarem aparelhos celulares furtados em shows ocorridos na Arena da Amazônia, Zona Oeste, no final do último ano. O grupo divulgava os objetos furtados em um site de compra e venda na internet.

De acordo com o titular do 12° Distrito Integrado de Polícia (DIP), delegado Raul Neto, ao menos 180 celulares foram furtados nos três últimos shows que foram realizados na arena de esportes e eventos.



"Nós iniciamos as investigações e, em meados de dezembro até o dia de hoje, aproximadamente 90 aparelhos já foram recuperados e devolvidos aos seus proprietários", esclareceu o titular.

A polícia chegou até o grupo criminoso através de um site de compra e venda na internet, segundo o delegado. "Chegamos até eles por meio de um site de compra e venda de celulares, onde eles falsificam e montam as notas fiscais dos aparelhos, para passarem a sensação de que os produtos têm procedência para os futuros compradores", acrescentou.

A Polícia Civil irá prosseguir com as investigações para confirmar a participação dos outros sete suspeitos na atividade criminosa, além de contar com a apresentação de possíveis vítimas do grupo, que poderão fazer o reconhecimento.

"Caso seja confirmado o envolvimento, os mesmos deverão ser indiciados por receptação", ponderou o titular.

News fe58c969 f689 427d bdc3 fb9389c2f509 adee0aa5 fa35 42f7 850c 32125f8d473c
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.