Quinta-feira, 16 de Setembro de 2021
Protesto

Morte de ciclista gera protestos em Manaus

Saulo Alves, de 33 anos, morreu atropelado por um ônibus. Grupo pediu mais segurança



IMG-20210803-WA0097_6CF1C88A-17FD-44CE-925D-9A88F2598144.jpg Foto: Iago Albuquerque
03/08/2021 às 21:46

Familiares e amigos do ciclista Saulo Alves Ferreira, 33, que foi atropelado por um ônibus no último dia 13 de julho fizeram na noite desta terça-feira (3), uma manifestação na avenida Djalma Batista, no bairro Chapada, Zona Centro-Oeste pedindo justiça.

O protesto seguiu até a avenida Brasil, no bairro Compensa, Zona Oeste, local onde ocorreu o acidente de trânsito. Por lá foi colocado uma Ghost Bike.



Agentes do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU) e policiais militares do Batalhão de Trânsito (Bptran) acompanharam a manifestação e ajudaram no fluxo trânsito ao longo do trajeto até a Zona Oeste.

Para o ciclista André Bindá, a manifestação é importante para a segurança dos ciclistas na capital amazonense. “Acontece muito desrespeito com o ciclista em Manaus. Até para quem entrega por aplicativo ou anda por puro hobby. O objetivo dessa manifestação é trazer melhoria, a atual gestão não deu importância para os ciclistas. Ninguém respeita a nossa categoria aqui na cidade e só queremos ser ouvidos”, disse.

 

De acordo com a amiga Suzy Rocha, 38, todos querem justiça nesse caso. “Meu amigo era uma pessoa extremamente alegre, cozinhava bem e era um ótimo chef de cozinha. Com essa manifestação queremos que a empresa pague pelo que fizeram com ele”, afirmou Rocha, que conhecia há mais de 15 anos o ciclista.

 

A mãe de Saulo, Socorro Ferreira, 58, frisou que não deseja que nenhuma mãe passe por isso. “Desde pequeno meu filho sempre gostou de bicicleta. Sempre gostou de esportes, ele sempre fazia esse trajeto. O eu quero com essa manifestação é que nenhuma mãe passe o que eu passei, principalmente, pela empresa, lá no hospital. Foi um abandono total. A minha reivindicação é essa, que os motoristas de ônibus tenham mais responsabilidade no trânsito”, desabafou a mãe do ciclista.

 

*O acidente*

 

Saulo sofreu um acidente de trânsito por um ônibus da linha expresso Coroado. Ele passou 18 dias internado no Hospital e Pronto Socorro João Lúcio, na Zona Leste, no entanto, não resistiu aos ferimentos e faleceu. O velório do ciclista ocorreu no último domingo (1), em uma funerária no bairro Nossa Senhora das Graças, Zona Centro-Sul.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.