Quinta-feira, 04 de Junho de 2020
ZONA SUL

Homem é preso após morder supercílio da companheira no Japiim

Segundo a vítima, a agressão aconteceu depois de a mulher tentar apartar uma briga entre o companheiro e outro homem



delegacia-da-mulher-servicos_B1DAA5DA-C555-4BC2-9481-F861FD989B08.jpg Foto: Arquivo/A Crítica
09/04/2020 às 16:24

Um homem, que não teve a identidade divulgada, foi preso após morder o supercílio da companheira, no bairro Japiim, Zona Sul de Manaus, nesta quarta-feira (8). Em depoimento à polícia, a vítima afirmou que sofreu a agressão depois de tentar apartar uma briga entre o companheiro e outro homem. 

Segundo a delegada Acácia Pacheco da Silva, da Delegacia Especializada em Crimes contra a Mulher (DECCM), a mulher alegou que o crime ocorreu por volta das 6h, depois que o casal passou horas bebendo. 



“A agressão ocorreu quando o companheiro dela começou uma briga com outro homem. Ela, em tese, foi defendê-lo. Porém, o parceiro dela achou que a mulher estava à favor do outro sujeito. Foi quando o casal começou a brigar”, relatou a delegada. 

Após troca de golpes entre os dois, o homem mordeu o supercílio da companheira. Policiais militares, que estavam fazendo patrulha de rotina no local, encontraram o casal brigando. Ao detê-los, os PMs conduziram-nos à DECCM, para autuação em flagrante. 

Versão do agressor 

Conforme Pacheco, o homem alegou que a vítima mentiu ao dizer à polícia que a briga do casal começou em decorrência de uma discussão iniciada entre ele e outro homem.

“[O preso disse] que ela puxou briga com ele porque estava com ciúmes em razão de uma outra mulher”, contou a delegada. 

A vítima, que passa bem, não sofreu outras lesões. Segundo a autoridade policial, o homem foi levado a uma unidade prisional da capital, após não ter pagado a fiança referente ao crime.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.