Quarta-feira, 04 de Agosto de 2021
JUSTIÇA

Homem de 46 anos é condenado a 14 anos de prisão por estupro da própria filha

De acordo com o delegado titular do 1º DIP, Marcos Arruda, no dia do crime, o homem buscou a menina na casa da mãe, com a desculpa de que a levaria ao dentista. Porém, ele levou a criança primeiro à sua casa



WhatsApp_Image_2021-06-18_at_17.55.23__1__B7855DFD-6157-480D-B2B6-BCCD66548B34.jpeg Foto: Divulgação
18/06/2021 às 18:51

Um homem de 46 anos foi condenado a 14 anos de prisão por estupro de vulnerável contra a própria filha. O crime aconteceu em 2013, quando a vítima tinha 7 anos, no bairro Novo Aleixo, Zona Norte de Manaus. Na manhã desta sexta-feira (18), a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio do 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), cumpriu o mandado de prisão em razão de sentença condenatória. 

De acordo com o delegado titular do 1º DIP, Marcos Arruda, no dia do crime, o homem buscou a menina na casa da mãe, com a desculpa de que a levaria ao dentista. Porém, ele levou a criança primeiro à sua casa, onde ficou sozinha com ela por cerca de 1h, momento em que abusou da própria filha.



Segundo Arruda, na época do crime, familiares da mãe da criança denunciaram o homem à polícia. "A menina foi devolvida à mãe, às 17h, e ele foi preso em flagrante na noite da mesma data, e levado ao 1º DIP, onde permaneceu preso durante quatro meses”, disse o delegado. 

Após os quatro meses de prisão, o homem passou a responder em liberdade, mediante medidas protetivas em favor da vítima, segundo informou o delegado. Ao final do processo, ele foi condenado a uma pena de 14 anos em regime fechado.

A ordem judicial foi expedida no último dia 8 deste mês, pelo juiz Ian Andrezzo Dutra, da 1ª Vara Especializada em Crimes Contra a Dignidade Sexual de Crianças e Adolescentes. O homem será encaminhado à Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde ficará à disposição da Justiça.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.