Sábado, 28 de Novembro de 2020
JORNADA ADIADA

Curso de imersão na floresta é adiado para 2021 devido ao coronavírus

Decisão prioriza a saúde e segurança dos participantes, comunitários e facilitadores do curso, que é promovido pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS). Nova edição deve ocorrer entre os dias 12 e 21 março de 2021



Foto__Dirce_Quintino_8D2064D2-2DE1-436F-9255-C7AFAF9C8D59.jpg Foto: Divulgação/Dirce Quintino
19/10/2020 às 10:59

Seguindo as recomendações dos órgãos de saúde, como medida de prevenção, controle e enfrentamento ao novo coronavírus, a Fundação Amazonas Sustentável (FAS) optou pela suspensão da edição 2020 do curso imersivo Jornada Amazônia, que aconteceria entre os dias 1 e 10 de dezembro, na comunidade do Tumbira, situada dentro da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Rio Negro.

“Um dos principais pilares da metodologia de aprendizagem do Jornada Amazônia é a criação de vínculos afetivos e o trabalho coletivo entre participantes e comunitários, o que requer proximidade e contato. É possível adaptar essa metodologia para o cenário de distanciamento, sem prejuízo para os participantes. Entretanto, mesmo considerando essas adaptações, acreditamos que o momento não é agora, pois o deslocamento de pessoas de diferentes regiões do Brasil ainda oferece um risco que não somos capazes de evitar”, explica a gerente do Programa de Soluções Inovadoras (PSI) da FAS, Gabriela Sampaio. 



O Jornada Amazônia é desenvolvido pela Amazônia-Edu, plataforma de educação da FAS, com a proposta de fornecer uma experiência de nove dias de imersão na floresta. No curso, os participantes têm a oportunidade de aprender sobre sustentabilidade em contato direto com a natureza, com a comunidade local, com especialistas na área de desenvolvimento sustentável e através da troca entre os membros do grupo. 

As atividades ocorrem na comunidade do Tumbira, situada no município de Iranduba, a 80 quilômetros de Manaus, onde a FAS promove diversas ações voltadas para conservação ambiental, desenvolvimento sustentável e melhoria da qualidade de vida das populações ribeirinhas. O local é habitado por aproximadamente 40 famílias que mantêm conhecimentos e práticas tradicionais. 

A intenção é realizar o curso entre os dias 12 e 21 março de 2021. Para isso, a FAS seguirá acompanhando a conjuntura de saúde e analisando as recomendações de especialistas e autoridades governamentais e sanitárias.  

Enfrentamento ao coronavírus

Diante do cenário atual, a FAS continua direcionando esforços para o combate à Covid-19 e intensificação das ações de prevenção que evitem a propagação e a proliferação do vírus. Com o apoio de outras 110 instituições, lidera a iniciativa “Aliança Covid-Amazonas dos povos indígenas e populações tradicionais e organizações parceiras para o enfrentamento do coronavírus”, que já beneficiou mais de 284 mil pessoas de comunidades ribeirinhas e indígenas isoladas, bem como de bairros periféricos de Manaus, por meio de ações emergenciais, como a entrega de kits de higiene e alimentos.

Além disso, em conjunto com a Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Amazonas (Sema), responsável pela gestão de Unidades de Conservação (UCs) estaduais, a Fundação elaborou um protocolo de biossegurança com o objetivo de padronizar os procedimentos de contenção e adoção de medidas para enfrentamento à pandemia do novo coronavírus entre moradores e usuários das UCs. O documento pode ser acesso no link: abre.ai/protocolocovid19.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.