Segunda-feira, 19 de Abril de 2021
Final do Barezão

Valendo título, Manaus e Penarol fazem final inédita na Arena da Amazônia

Gavião do Norte vai em busca do tetracampeonato, enquanto o Leão da Velha Serpa tenta a terceira taça do Barezão



246ac704-0db4-4909-abc8-1c6e96a242b8_93753DAC-D28C-4460-8276-B41A1E837F60.jpg Foto: Divulgação FAF
01/03/2021 às 07:57

Buscando um lugar ao sol, Manaus e Penarol jogam a final da Seletiva Barezão 2020 na tarde desta segunda-feira (1), às 15h30, na Arena da Amazônia. O Gavião do Norte tentará o quarto título seguido na competição, com a possibilidade de se juntar ao grupo seleto composto por Nacional, Rio Negro e América, que já conseguiram conquistar este feito na história do certame. Já o Leão da Velha Serpa buscará aumentar a hegemonia no interior do estado como time com mais conquistas do Campeonato Amazonense.

Para coroar a campanha



Com quatro vitórias em quatro jogos e sem tomar gols, o Manaus está de olho em uma conquista do Barezão de forma invicta nesta segunda-feira ‘atípica’ para uma decisão. Perguntado pela reportagem sobre a expectativa para o confronto derradeiro, o técnico Luizinho Vieira definiu o que será necessário para a sua equipe levantar a taça na Arena da Amazônia.

“Gera uma expectativa de chegarmos à final, fazemos uma grande partida e conquistamos o título, tem essa marca para podemos atingir e por merecimento do trabalho. Os atletas estão com um comprometimento muito bom, então o grupo merece procurar fazer um grande jogo, e essa é a expectativa de conquistar a vitória, mas para isso vamos precisar prevalecer, fazer uma boa marcação, ser agressivo para construir todos os lances possíveis e conquistar um título que será muito importante”, explicou o técnico do Gavião.

Quando questionado sobre a possibilidade de repetir a escalação para a decisão, Luizinho deu uma ‘escapada’ do foco central da pergunta, falou   do panorama de como arquitetou seu plano de escalação nesta maratona de jogos e levantou a bola do trabalho de sua comissão técnica e as pessoas que trabalham no dia a dia do clube.

“No início da semana a gente foi planejando tudo, o jogo contra o Amazonas, a segunda partida contra o Nacional, o terceiro jogo contra o Penarol, para poder criar um revezamento, mas cumprindo as funções táticas, e a gente conseguiu fazer isso, principalmente no jogo decisivo de sábado, que nos credenciou chegar na final da competição. Então tem que enaltecer o trabalho da comissão técnica e do staff que se planejou”, concluiu.

Provável escalação do Manaus

Sem jogadores suspensos ou no DM - levando em consideração aqueles que participaram da competição -, o técnico Luizinho deverá manter a estratégia de revezamento, porém, mantendo a estrutura tática no 4-3-3 com variação no 4-2-3-1 que vem utilizando desde a primeira partida no time na temporada. Com isso, o Gavião deverá coloca em campo: Rafael; Edvan, Luis Fernando, Spice e Dudu Mandai (Tiago Costa); Vinicius Barba, Márcio Passos (Guilherme Amorim) e Gabriel Davis; Erivelton (Jack Chan), Philip (Rafael Ibiapino) e Diego Rosa.

100% zebra

Depois de conseguir conquistar o objetivo do clube com a vaga na Copa do Brasil, Brasileirão Série D e Copa Verde, o técnico Edmilson de Jesus não escondeu que a pressão neste momento é puramente individual em cada jogador, que se caso o Penarol não levante o título de Campeão Amazonense nesta segunda-feira, irá aceitar a posição de vice pelo adversário ser favorito pela vitória.

“A pressão existe internamente, cada membro dentro das suas cobranças, mas tínhamos o planejamento de conquistar as competições nacionais, é claro que queremos o título, mas se não vier, iremos aceitar, entender que estamos com um vice e entregamos o título para uma equipe que estar na nossa frente. Mas vamos lutar até o último minuto pelo título e tentar levar este troféu para Itacoatiara”, disse.

Perguntando pela reportagem sobre se a responsabilidade da conquista estar toda do lado Esmeraldino, Edmilson não titubeou e colocou toda a carga para cima do adversário.

“Toda a responsabilidade do título é da equipe do Manaus, pois é o time mais forte, estar na nossa frente, todos nós temos esta consciência. Não temos problema nenhum em dizer, eles saíram nas semifinais da Copa Verde, disputaram a Série C do brasileiro e estamos cientes do que iremos enfrentar, mas eu quero ressaltar que estamos felizes pela nossa campanha e o apoio que tivemos, agora vamos dar sequência no nosso trabalho”, concluiu.

Provável escalação do Penarol

Assim como o adversário, o Penarol terá todos os seus jogadores à disposição para a decisão. Desta forma, o técnico Edmilson de Jesus deverá manter um 4-2-3-1 com variações e mandar à campo: Pedro Henrique; Douglas Ramos, Ivan, Iuri Barbosa e Marcelo Cardoso; Ramon, Julio Campos e Edinho Correa; Alberto, Lucas Espiga e Jairo Paraíba.

Arbitragem

O dono do apito ficará por conta de Edmar Campos da Encarnação. Uesclei Regison Pereira dos Santos e Alxsandro Lira de Alexandre serão os auxiliares. Rafael Ramos Tourinho é o quarto árbitro.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.