Sexta-feira, 17 de Setembro de 2021
Handebol

Ginásio do Rio Negro terá rodada dupla da Taça Laércio Miranda de Handebol

Dois jogos da categoria feminino adulto serão realizados nesta terça (3). Time do Rio Negro fará sua estreia às 20h30



WhatsApp_Image_2021-08-03_at_10.32.21_9C55B4C5-B844-4079-BE82-3FA9E9292E25.jpeg Foto: Arlesson Sicsú
03/08/2021 às 10:53

Dois jogos abrem a segunda rodada da Taça Laércio Miranda de Handebol nesta terça-feira (3), ambos pela categoria feminina. Às 19h, a equipe do Zezão Handebol Clube enfrenta o 3A, e às 20h30 é a vez do Dance Hall enfrentar o Rio Negro. A rodada dupla será realizada no ginásio do Rio Negro, na Avenida Epaminondas, Centro de Manaus.

A competição iniciou no dia 16 de julho com a categoria masculino adulto. As mulheres jogaram nos dias 17 e 18. Na estreia, o Zezão venceu o Dance Hall por 28 a 19, enquanto o 3A vem de vitória contra o Fênix Handebol Club por 28 a 22. Já o Rio Negro folgou na primeira rodada e fará sua estreia nesta terça.

A equipe rionegrina começou a se preparar para a competição, que abre o calendário do handebol, no fim de maio e vem com sede de vitória após a última temporada. O time que conquistou a Taça Laércio Miranda em 2019 – a última edição realizada, já que a de 2020 foi cancelada por conta da pandemia – acabou derrotado pelo 3A na final do amazonense adulto. Por isso, a goleira Rebeca Reges explica que o grupo vem determinado.

“Com certeza. Nesse jogo tivemos intercorrências devido a Covid. O técnico Jefferson não pôde estar conosco e isso deixou uma insegurança. A vontade de ir para a final é grande e de poder dar continuidade aos títulos e, consequentemente, levar o nome do esporte amazonense para fora do estado”, explicou a arqueira.

Já no jogo que abre a rodada, o Zezão, que estreou com vitória, busca outro triunfo contra o atual campeão amazonense, o 3A.

“Em nosso primeiro jogo conseguimos imprimir um volume de jogo maior e, assim, garantimos a vitória. Sabemos que nenhum jogo será fácil, mas estamos nos preparando para conseguir alcançar o objetivo”, disse a ponta esquerda do time, Katarina Granjeiro.

Falando em preparação, o técnico do time, João Carlos Granjeiro, explicou que a equipe vem tendo dificuldades para treinar, mas acredita que a força de vontade das comandadas pode trazer bons resultados.

“A nossa preparação não foi o que pretendíamos, pois nós estamos com problema para conseguir quadra, então estamos alugando e isso é muito complicado, levantar recursos para o aluguel. Então por causa disso, estamos um pouco deficitários na preparação, mas contamos com as meninas, com ânimo e a disposição de cada uma para tentar superar nossos limites e, assim, buscar a vitória”, declarou.

A categoria adulto feminino é composta por chave única com cinco times: Co, Zezão Handebol Clube, 3A, Fênix Handebol Clube e Dance Hall.

De acordo com o presidente da Liga de Handebol do Amazonas (LIHAM), Auricélio Andrade, os jogos são sem público por conta da pandemia do novo coronavirus. Além disso, os atletas, comissão técnica e arbitragem têm de usar máscara e álcool em gel e todos devem ter tomado pelo menos a primeira dose da vacina contra a Covid-19.




Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.