Sexta-feira, 28 de Janeiro de 2022
Em São Paulo

Amazonas conquista seis medalhas no segundo dia de competições nas Paralimpíadas Escolares

Competição em idade escolar acontece no CT Paralímpico Brasileiro, na cidade de São Paulo, e encerra nesta sexta-feira (26) com grandes chances de mais medalhas para o Amazonas



WhatsApp_Image_2021-11-25_at_17.45.49_BCDFF38E-BE0D-47B1-9502-CFC2B1317D5F.jpeg Foto: Jhonnys Lima
25/11/2021 às 17:50

No segundo dia de competições das Paralimpiadas Escolares, a equipe do Amazonas encerrou o dia com cinco medalhas conquistas no atletismo e uma no tênis de mesa, totalizando 13 medalhas até o momento, sendo seis de ouro, quatro de prata e três de bronze. A competição em idade escolar acontece no CT Paralímpico Brasileiro, na cidade de São Paulo, e encerra nesta sexta-feira (26) com grandes chances de mais medalhas para o Amazonas.

Paratleta revelação na edição de 2019, o jovem de 15 anos Samuel Miranda, aproveitou a vantagem de sua altura (1,95m) e grande envergadura para arremessar o peso a 9,09 metros e, assim, conquistar mais um ouro para sua coleção. O estudante-paratleta da Escola Estadual Milburges Bezerra de Araújo também superou sua marca pessoa, que foi de 7,85m.



Ele é um dos vários pupilos revelados pelo professor Joaquim Filho. Estudante do 9º ano do Ensino Fundamental, e prestes a encarar o Ensino Médio, Samuel nasceu com o encurtamento dos tendões e realizou cirurgia há apenas quatro anos. De lá para cá, ele treina com Joaquim, na Vila Olímpica, mas devido a pandemia, teve pouco tempo para se dedicar e mesmo assim, superou em quase um metro e meio seu recorde.

“Eu me dedico nas coisas que eu faço e volto a agradecer ao professor Joaquim Filho, por me dar essa oportunidade”, explicou o jovem talento baré, que tem o sonho de se formar em medicina veterinária, por gostar bastante de animais.

Silvandro Vilaça Matins viu no filho Samuel o próprio sonho realizado, que ere de participar de eventos esportivos. E nem mesmo as limitações de Samuel foram obstáculos para o filho. “Fico feliz por ver meu filho participando desses eventos e se destacando. É um sonho realizado”, disse Martins, que comprou passagens aéreas com recurso próprio para acompanhar o filho nas Paralimpíadas Escolares. Toda a delegação amazonense teve passagens aéreas cedidas pela Secretaria de Estado de Educação e Desporto (Seduc).

Mais ouros

Nem mesmo o sol escaldante que caiu sobre o CT Paralímpico tirou a concentração do jovem estudante-paratleta João Lucas, na prova do arremesso de peso. Após quatro tentativas, ele conseguiu a marca de 7,4 metros, conquistando a medalha de ouro.  Nessa quarta-feira, ele já tinha ficado com a prata no lançamento de dardo.

Aluno da Escola Estadual Pedro Câmara (CMPM VIII), João Lucas tem paralisia cerebral e em 2019, última edição das Paralímpíadas antes da pandemia, também arrastou o ouro no arremesso de peso e lançamento de dardo.

De volta à equipe amazonense nas Paralimpíadas Escolares, Anne Maryanne  conquistou mais uma medalha dourada. Dessa vez no lançamento de disco, com a marca de 7m. Ela já tinha estreado com medalha de ouro na última quarta-feira, na prova do arremedo de peso.  

A última participação da representante da Escola Estadual Francelina Dantas foi em 2018, com dois ouros (arremesso de peso e lançamento de pelota) e uma prata (60m livre).

Prata

O estudante Pablo Kauan Nogueira, da Escola Estadual  Antônio Encarnação, ficou com a medalha de prata no arremesso de peso, com a marca de 6,62. Essa é a segunda medalha conquistada por ele nessa edição das Paralimpíadas Escolares. Na quarta, ele ficou com a prata no lançamento do dardo.

Representando o EETI Gláucio Gonçalves, no município de Parintins, Kael Modesto ficou com a medalha de bronze no tênis de mesa individual. Ele ainda vais disputar outra medalha, desta vez em duplas, nesta quinta-feira. Essa é a terceira participação de Kael nas Paralimpíadas Escolares. Em 2018 ele foi ouro no tênis de mesa em dupla e no ano seguinte, mais duas medalhas de bronze (individual e em dupla).

Quadro atualizado de medalhas

Geovana Campos – ouro no 100m, classe T35
Anne Maryanne – ouro no arremesso do peso, classe, classe F56; ouro no lançamento de disco, classe F56
Samuel Miranda – ouro no lançamento do dardo, classe F43; ouro no arremesso de peso, classe F43
João Lucas – ouro no arremesso de peso, classe F37;  prata no lançamento de dardo,  classe F37
Pablo Kauan – prata no lançamento de dardo, classe F13; prata no arremesso de peso, classe F13
Adriano Moura - prata no salto em distância, classe T47; bronze nos 250m, classe T47 
Richard Hyller -  bronze na prova dos 100m, classe T47
Kael Modesto – bronze no tênis de mesa, individual.

Repórter

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.