Terça-feira, 20 de Outubro de 2020
novela

Quem será a próxima Juma?

Com a confirmação do remake de Pantanal, há vários palpites sobre a nova protagonista



WhatsApp_Image_2020-09-21_at_16.23.36_59FFA65A-B85D-40D0-8336-359F9F253279.jpeg Nomes como Vanessa Giácomo, Rafa Kalimann, Ísis Valverde e Grazi Massafera estão cotados para assumir papel icônico (Foto: Divulgação)
21/09/2020 às 16:32

Após a oficialização do remake da novela “Pantanal” – exibida há 30 anos pela extinta Rede Manchete – uma pergunta não sai mais da boca do povo: quem será a próxima Juma Marruá? A personagem icônica marcou a trama de Benedito Ruy Barbosa e alçou ao estrelato a atriz Cristiana Oliveira. Não à toa, tem sido a principal fonte de debates sobre a futura programação da faixa das nove.

Vários nomes já circularam nas redes sociais como apostas para a protagonista, entre os quais os das atrizes Vanessa Giácomo, Isis Valverde, Lucy Alves, Grazi Massafera, Débora Nascimento e até mesmo o da ex-BBB Rafa Kalimann. Se depender do diretor de dramaturgia da nova produção, Ricardo Waddington, e do autor do texto original – que supervisionará a adaptação feita por seu neto, Bruno Luperi – Vanessa, a Zuca do remake de Cabocla (2004), é a favorita, caso optem por uma atriz famosa para o papel.



Conforme reportagem publicada pelo jornal “Extra”, Benedito acredita que uma atriz experiente deve interpretar uma personagem difícil como Juma – a moça criada como selvagem, que tinha o poder de se metamorfosear em onça. Já Waddington prefere um rosto novo, assim como o de Cristiana à época da exibição em 1990. Em entrevista à colunista Patricia Kogut, do jornal “O Globo”, a própria atriz deixou claro sua torcida a atrizes desconhecidas.

Aficionado por novelas desde a infância, o jornalista Alexandre Pequeno – que tem um canal no Youtube chamado “Novelando” – também prefere um rosto diferente dos já conhecidos e comenta, inclusive, que será difícil Vanessa Giácomo convencer como Juma, no auge de seus 37 anos. “Acho q ela já passou da idade de ser a Juma, que, na história, é uma mulher de mais ou menos 20 anos”, pontua.

Segundo Pequeno, que hoje é um dos colunistas do site “TV Novela”, ainda que Cristiana tenha interpretado a jovem protagonista com 27 anos, não causava tanta estranheza para o público, principalmente naquela época, em que isso era mais possível, a exemplo de atores de “Malhação” com quase 30 anos interpretando adolescentes no ensino médio. “Hoje em dia, isso não é mais aceitável. Por isso eu acho que tem que ser uma atriz iniciante, que já tenha feito algumas coisas, que tenha alguma bagagem, porque o papel exige uma certa experiência”, ressalta.

Nova Geração

A arquiteta Paula Nascimento encontrou nas novelas um hobby e também tem suas preferências para o papel da selvagem Juma. De acordo com ela, que tinha 15 anos quando estreou a trama original, não há motivos para negar a escolha de atrizes famosas, desde que façam parte da nova geração.

Entre as possíveis alternativas, Paula elenca Bruna Linzmeyer, de 27 anos, que participou de novelas como “A força do querer” (2017) e “O sétimo guardião” (2018); Jéssica Ellen, de 28 anos, que faz o papel de Camila de “Amor de Mãe” (2020) e já deu vida a Adele de “Totalmente Demais” (2015); e Alice Wegmann, a mais nova da lista (24 anos), que, segundo ela, tem dado show em diversas interpretações, como nas minisséries “Ligações Perigosas” (2016) e “Onde nascem os fortes” (2018) e, mais recentemente, na novela “Órfãos da Terra” (2019.)

“Acredito que são atrizes jovens, mas com bastante experiência, o suficiente para interpretar um personagem tão antológico como Juma”, declara.

Curiosidades

- Inicialmente, o personagem de Juma foi oferecido para a atriz Glória Pires. Atrizes como Deborah Bloch também foram cotadas para o papel;

- Uma das exigências do autor Benedito Ruy Barbosa era que a novela fosse gravada no Pantanal;

- A trama chegou a ser avaliada pela produção pela Globo, mas foi descartada logo em seguida devido o acesso complicado às locações;

- Por sinal, na sinopse oferecida para a Globo, a novela se chamaria “Amor Pantaneiro”;

- A novela chegou a atingir médias de audiência de mais de 40 pontos;

- A novela foi reapresentada duas vezes pela Manchete, ainda na primeira metade da década de 1990;

- Nove anos após o fim da emissora, o SBT conseguiu uma concessão, exibindo a trama entre junho de 2008 e janeiro de 2009.

Saiba mais

Sinopse - A trama traz a história de José Leôncio, um peão de comitiva que, junto com o pai Joventino, compra uma fazenda para criar gado de corte no Pantanal. Tempos depois, o pai desaparece na região e Zé Leôncio promete trazer um marruá (boi selvagem) no laço todos os dias na esperança de reencontrá-lo. Após alguns anos, torna-se um rico fazendeiro, viaja ao Rio de Janeiro e conhece Madeline, uma jovem de família de classe alta à beira da falência. O casamento rende um bom dinheiro e o casal vai morar no Pantanal, mas Madeline não consegue se acostumar com o local. Frustrada, retorna ao Rio com o filho nos braços. Zé Leôncio tenta em vão recuperar o menino, mas acaba concordando em deixá-lo com a mãe e passa a viver com Filó, sua empregada, que tinha um filho, Tadeu, o qual também passa a considerar como seu. Vinte anos depois, o filho legítimo, Jove (Joventino), decide conhecer o pai, mas ambos têm sérias dificuldades para se entender. Por isso, Jove volta à capital carioca - agora acompanhado de Juma Marruá.

Repórter

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.