Quarta-feira, 04 de Agosto de 2021
Produção de carros

Segundo associação, escassez de chips limita a produção de carros no Brasil

A escassez de semicondutores tem afetado a produção de chips e pode reduzir o número global de automóveis produzidos em 3 e 5% este ano



Sem_titulo_B15BD0D2-922B-4DDB-8456-2BB2223E6194.jpg Foto: REUTERS
08/06/2021 às 14:08

As fábricas de automóveis no Brasil atingiram um "teto de produção" após os primeiros cinco meses do ano, abaixo dos níveis pré-pandêmicos, devido à escassez de chips de computador, disse a associação das montadoras do país sul-americano na terça-feira.

A escassez de semicondutores tem afetado a produção de chips e pode reduzir o número global de automóveis produzidos em 3 e 5% este ano.

“Chegamos a um patamar de 200 mil carros produzidos mensalmente nos primeiros meses do ano, devido à escassez de componentes”, disse Luiz Carlos Moraes, presidente da associação das montadoras brasileiras, Anfavea. Moraes disse que não espera que a escassez de componentes termine até 2022.

A produção de automóveis cresceu 55% até maio em comparação com o mesmo período do ano anterior. Mas a produção de 981,5 mil unidades está bem abaixo dos 1,24 milhão produzidos no mesmo período de 2019.

Até o momento, a Anfavea mantém suas projeções de crescimento de 15% nas vendas de automóveis neste ano e de 25% na produção.

Em maio, as fábricas no Brasil produziram 192,8 mil carros, caminhões e ônibus, 1% a mais que em abril. As vendas cresceram 7,7%, para 188,7 mil veículos. As exportações cresceram 9%, para 37.000.

 




Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.