Sexta-feira, 26 de Novembro de 2021
Aniversário de Manaus

A influenciadora digital apaixonada pela Zona Leste de Manaus: “realmente sou da favela”

Mesmo em meio à pandemia, Fernanda Santos se divide entre várias profissões e sonha em realizar projetos sociais no bairro em que cresceu



Sem_titulo_127711D4-4F22-429D-8FC7-81E4EDB46D76.jpg Foto: Gilson Mello
23/10/2021 às 12:28

Jornalista, modelo, maquiadora, influenciadora digital, empreendedora. Não são poucas as profissões exercidas por Fernanda Santos, uma manauara de 28 anos que por onde anda busca exaltar uma de suas grandes paixões: a Zona Leste de Manaus, local onde nasceu e foi criada. Atualmente se aventurando em várias vertentes do mercado de trabalho, Fernanda viu sua vida ser fortemente afetada pela Pandemia do novo Coronavírus, mas também aproveitou o momento para tomar uma importante decisão: sair do local em que trabalhava há cerca de 5 anos e se dedicar a vida de influencer digital e a sua loja on-line.

Fernanda Santos recebeu a equipe de A Crítica em sua residência, no bairro Jorge Teixeira e relatou como sua vida, então dedicada ao trabalho em uma transportadora, acabou mudando nesses últimos dois anos. A influencer já trabalhava dentro deste mercado de publicidade, mas apenas neste ano que resolveu se dedicar quase que exclusivamente a esta área.



“Recentemente eu saí de uma transportadora que eu trabalhava já fazia cinco anos e decidi que iria focar na minha loja, que já tinha dado início. Achava que trabalhando [naquele emprego] tomava muito o meu tempo, porque entrava 7h30 e saía 17h, então decidi tentar [focar na loja] e ver se daria certo. A partir daí comecei a trabalhar como digital influencer – fazendo comerciais, sendo promotora, modelo. São várias coisas que sinto que tenho aptidão para fazer, também começando agora no ramo da maquiagem, fazendo produção, sendo estrutura de Fit dance. O trabalho só, ali, não estava me rendendo tanto, sendo que tinha várias outras coisas que eu poderia fazer. Hoje estou bem mais feliz, me sinto mais à vontade para fazer minhas coisas e também gosto muito dessa minha nova rotina, que é trabalhar com propaganda, divulgação. Gosto muito de postar coisas no meu Instagram, influenciar pessoas, ainda mais nessa área de musculação, exercício e dieta. Nossa rotina é basicamente essa: treino, trabalhos por fora, fotos, etc”, relata a influencer.

Assumidamente feliz com a decisão que tomou, Fernanda admite que ter largado a rotina de um trabalho em horário comercial lhe ajudou dentro do campo de trabalho que buscou investir. Dentro do mundo dos influencers digitais, a também finalista do curso de jornalismo vê no seu novo trabalho uma forma de chegar mais perto do mercado que sonha em atuar: o entretenimento.

“Sou finalista de jornalismo. É uma área de que achei, apesar de estar um pouco distante dela, mas acho que tem um pouco a ver com o que eu gosto, que é aquela coisa de aparecer, do entretenimento. Quando comecei o curso pensei só em trabalhar na área do entretenimento, vamos supor, em um programa de entretenimento estilo magazine – coisas que a gente se sente bem de falar”, afirma. 

 

A vida na Pandemia

 

As mudanças e o crescimento profissional de Fernanda andam em paralelo ao caos instaurado em Manaus pela Pandemia do novo Coronavírus. Isso porque antes mesmo de decidir largar o então emprego e dedicar-se ao mercado da publicidade e sua loja virtual [a Lookmood], a influencer acabou pegando Covid-19, em julho de 2020, e também precisou lidar com problemas mentais que não chegou a imaginar um dia que teria.

“Foi bem triste, eu emagreci bastante quando peguei Covid-19. Com o treino meu corpo era bem mais forte, mas quando tudo isso aconteceu me sentia bem pra baixo, também tive algo que nunca imaginei ter, que foi crise de ansiedade. Fiquei surpresa, pensei ‘cara isso está acontecendo comigo mesmo?’, foi tudo muito estranho. Essa doença atrapalhou bastante também as minhas vendas [da loja virtual], não saia muita coisa, mas graças a Deus, aos poucos tudo está normalizando. Estou conseguindo fazer meus exercícios, trabalhos”, relata.

Além do lado mental, afetado também pela perda de pessoas próximas, a influencer também admite que a Pandemia acabou atrapalhando a sua vida profissional, que por um longo período acabou ficando estagnada.

“Era um pouco difícil até para manter o meu foco, o meu corpo, porque querendo ou não a gente trabalha com a imagem e precisa estar em forma. Então quando as academias fecharam, atrapalhou um pouco, o fechamento da faculdade também – que passou a ser EAD e quando voltou foi de forma híbrida e ainda tinha que usar máscara. Foi difícil ter perdido pessoas próximas, como a mãe de uma amiga minha. A pandemia afetou a todos, até meus trabalhos, como por exemplo como modelo, que simplesmente não tinha mais nenhum trabalho, parou tudo. Eu consegui me manter graças ao meu então trabalho”.

No entanto, mesmo com tudo de ruim que aconteceu por conta da pandemia, a influencer mantém o otimismo e crê que o pior já passou. Agora, ela torce para que conforme a Covid-19 vai se dispersando, ela e as demais pessoas possam ser livres para ir onde quiserem, como antigamente, para fazer suas coisas como malhar, dançar, etc.

 

Zona Leste

 

Nascida e criada na Zona Leste, a Fernanda demonstra uma enorme paixão pelo seu bairro, Jorge Teixeira, ou como ela mesma chama: “Jorge Texas”. Questionada sobre sua relação com esta área de Manaus, um grande sorriso veio ao rosto da influencer, que afirma buscar de todas as maneiras, em seu trabalho, mostrar as qualidades da Zona Leste e o orgulho de ser deste local.

“Eu tenho uma paixão enorme pela minha Zona Leste, não vou mentir. Tanto que no meu Instagram eu procuro sempre mostrar da onde sou, porque realmente sou da favela, estou nem aí, falo mesmo. Eu estou levando muito o bairro onde eu moro, porque querendo ou não é um bairro esquecido, sabe? Tenho uma vontade gigante de fazer projetos voltados para minha zona porque a gente merece, apesar de ter uma discriminação como a Zona Leste – e tento levar na esportiva”, afirma Fernanda. 

Como forma de demonstrar o amor por tal área, Fernanda Santos tem planejado projetos sociais na Zona Leste, que segundo ela, devem sair do papel já em 2022. A ideia é mostrar que o bairro Jorge Teixeira vai muito além dos índices de criminalidade. 

“Quero fazer um projeto de dança no anfiteatro do Jorge Teixeira, e lá dá para fazer muita coisa, mesmo estando esquecido porque ninguém usa. Ano que vem, se tudo der certo, eu vou entrar com esse projeto para proporcionar uma qualidade de vida melhor. Meu bairro é muito esquecido, mas com ajuda dá para mostrar como ele é de verdade, não apenas morte”, finaliza a influencer.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.