Sexta-feira, 28 de Janeiro de 2022
Homenagem

Senado aprova dia de homenagem às vítimas de covid-19

A data escolhida foi o 12 de março, dia em que foi registrada a primeira morte por covid-19 no Brasil.



_117288501_manaus_reuters_E0CEEA32-C878-4BB0-A816-BAD6FCCF572D.jpg Foto: REUTERS
22/11/2021 às 07:21

Em votação simbólica, o Senado aprovou o Projeto de Lei 3.819/2021, de autoria da CPI da Pandemia, que institui o dia 12 de março como o dia nacional em homenagem às vítimas de covid-19. A data assinala a ocorrência da primeira morte por covid-19 no Brasil. Com a aprovação do texto, que segue para a Câmara dos Deputados, foi arquivado o Projeto de Lei 2.356/2021, que tramitava em conjunto com o PL 3.819/2021

Os senadores Rogério Carvalho (PT-SE) e Humberto Costa (PT-PE), signatários do PL 2.356/2021, mencionaram o elevado número de mortes de covid-19 no país e lembraram que “cada uma dessas vidas perdidas importa muito e jamais as esqueceremos”. Eles enalteceram os esforços dos profissionais de saúde no combate à covid, avaliando que “o Sistema Único de Saúde (SUS) mostrou resiliência e não há dúvidas de que, sem um sistema público e gratuito que atendesse o povo brasileiro, tudo teria sido muito pior”.



A relatora do PL 2356/2021 foi a senadora Simone Tebet (MDB-MS), líder da Bancada Feminina e que participou da CPI da Pandemia. A senadora mencionou os senadores Major Olímpio (SP), Arolde de Oliveira (RJ) e José Maranhão (PB), que morreram em decorrência da covid. E lamentou que tenha sido cumprida a previsão de que cada um dos sobreviventes da pandemia sentiria os efeitos da morte de um parente ou amigo.

"Gente, sangue do nosso sangue, pessoas que partiram de nosso convívio e foram morar no significado final de cada um dos números desta homenagem que instituímos',  declarou a senadora.

O relatório aprovado rejeita o PL 2.356/2021 por não preencher os critérios legais para instituição de datas comemorativas, cujas proposições deveriam vir acompanhadas da comprovação de consultas ou audiências públicas, mas acolhe o texto do PL 3.819/2021, de teor idêntico, porque a CPI da Pandemia debateu “exaustivamente” o tema. A relatora reformulou seu parecer para estender a homenagem aos sobreviventes da covid acometidos por sequelas permanentes e temporárias, aos parentes das vítimas, e aos profissionais envolvidos no enfrentamento à pandemia.

 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.