Domingo, 07 de Março de 2021
Novo decreto

Motoristas de aplicativo só poderão atender serviço essencial em Manaus

Com novo decreto que começa a valer na próxima segunda-feira (25), profissionais de saúde, trabalhadores de hospitais e clínicas, profissionais da imprensa, e pessoas que estejam indo ou vindo de mercados de alimentos ou farmácias, poderão ser atendidas por motoristas de aplicativo



show_uber_215F3154-ED1C-4CF5-8E9B-FC5DE51DA82C.jpg Foto: Divulgação
23/01/2021 às 15:53

Os motoristas de aplicativo poderão circular mesmo com o novo decreto anunciado pelo Governo do Estado, entretanto, apenas para transportar passageiros que façam parte de grupo essencial, neste caso profissionais de saúde, trabalhadores de hospitais e clínicas, profissionais da imprensa, e pessoas que estejam indo ou vindo de mercados de alimentos.  Decreto começa a valer a partir desta segunda-feira (25), e é valido por 10 dias, com o objetivo de frear o avanço da pandemia no Amazonas.

As novas medidas visão reduzir a circulação de pessoas e com isso frear a curva de infecções que batem recordes no Estado. A fiscalização ficará a cargo das forças de segurança estadual.

Decreto



De acordo com o novo decreto, que deve ser publicado nas próximas horas, a circulação de pessoas nas ruas deverá acontecer em casos de extrema necessidade de saúde ou de fim alimentício. Na prática, o decreto amplia a duração do atual toque de recolher para 24 horas por dia. Fica permitido, apenas, o deslocamento de uma pessoa da famíia para ir e voltar de estabelecimentos como supermercados, farmácias, clínicas e indústria que fornecem insumos médico-hospitalar. 

Supermercados poderão permanecer abertos de 06 às 18 horas. Farmácias poderão permanecer abertas por 24 horas, e clínicas de saúde, incluindo veterinárias. Feiras passam a funcionar de 04: às 08:00. Bares que atuam como restaurantes só poderão funcionar em formato delivery, de 06:00 às 22 horas. O decreto também vai estabelecer que obras da construção civil acontençam apenas com o fim de saúde hospitalar.

Motoristas de aplicativo só poderão circular na situação em que o passageiro pertença a um de grupo considerado essencial. Profissionais de imprensa e agentes púbilcos que trabalham na área de saúde também possuem autorizar de circular com medidas de segurança

O governador também afirmou em pronunciamento que a Indústria funcionará apenas em turno de 12 horas, com exceção das industrias que produzem insumos para farmácia e intens essenciais aos hospitais. 

Wilson Lima afirmou que as medidas não se tratam de um "lockdown", e pediu atenção da população para a propagação de fake news. A medida foi tomada em reunião com representantes do comércio, da indústria, das farmácias, Ministério Público Estadual e Federal e outros órgãos de controle e fiscalização

O governador confirmou a vacinação de todos os idosos acima dos 75 anos, seguindo o plano estadual de vacinação, e pretende imunizar entorno de 90 mil idosos no Estado. De 132.5 mil doses, outra parte deverá ser aplicada em profissionais da saúde. 

Com a maior taxa de transmissibilidade do país, as medidas buscam frear o avanço da pandemia na capital, e no interior. 

Conforme o secretário Estadual De Saúde, Marcellus Campellus, o Amazonas opera acima da capacidade da lotação de leitos, e neste momento continua em cenário crítica de abastecimento de oxigênio. 
 

News giovanna 9abef9e4 902c 428b a7c8 c97314664fb7
Repórter
Repórter de A CRÍTICA. Sempre em busca de novos aprendizados que somente uma boa história pode trazer.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.