Quinta-feira, 02 de Dezembro de 2021

Em busca do status sanitário unificado para o Amazonas

Faea defende a suspensão da vacina contra aftosa no Amazonas em 2022


22/10/2021 às 16:39

A Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Amazonas (Faea) comemora o esforço do Amazonas em suspender a vacinação contra febre aftosa em 2022 para solicitar em 2023 o status sanitário nacional “livre de febre aftosa sem vacinação” nos 49 municípios onde a vacina ainda é aplicada. No Estado, treze cidades já contam com o status internacional "livre de aftosa sem vacinação". “A busca de um status sanitário único para todo o Amazonas é importante porque, com isso, não haverá restrição ao trânsito interno de animais dentro do Estado e, consequentemente, os negócios na cadeia produtiva interna no Estado serão mais intensos”, disse o presidente da Faea, Muni Lourenço. A antecipação da retirada da vacina só será possível com a colaboração mútua entre os órgãos de defesa agropecuária do Amazonas, do Pará, do Amapá e de Roraima.


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.